O meu sag aloo

Sag aloo
Durante este verão, que infelizmente parece que está a chegar ao fim, prometi a mim mesma experimentar uma receita diferente de um livro de culinária todas as semanas. Ao que parece, eu adoro ter livros de culinária, mas na maioria das vezes, experimento algumas receitas imediatamente, desfolho-os para tirar outras ideias de receitas e fotografias, mas acabo por não lhes dar o seu devido uso, o de aprender com todas as suas receitas. Achei que provavelmente não custaria nada mudar e programar semanalmente novas receitas, e assim foi.

Esta foi uma das receitas que experimentei do livro “Poupe com Jamie” que me ofereceram recentemente. Apesar de não ser vegetariano, vou tirando algumas ideias do capítulo dos vegetais, mas quem o usa mais é a minha mãe, que felizmente tem investido (após muita insistência da minha parte) numa culinária mais saudável para a família.

Depois de ter experimentado a receita, acabei por fazer algumas adaptações, e incorporei leguminosas e mudei o procedimento. Ao adicionar o grão acredito que o prato fica um bocadinho mais completo, apesar de fugir ao tradicional. Mas a meu ver o grão-de-bico é uma excelente adição a pratos de sabores fortes como o caril. Quanto aos ingredientes, se repararem na receita, é necessária pasta de caril, que, honestamente, se não tiverem por casa, acho que também resulta bem apenas com o caril em pó adicionado numa colher de chá generosa.
sag aloo2 (more…)

About these ads

Mousse de chocolate, vegan

chocolate mousse
Uma das memórias que trago das sobremesas de verão são camadas de bolacha, mousse de chocolate e pudim flan numa terrina. Fizeram as delícias de uma miúda gulosa durante anos, e, com a ajuda dos instantâneos, salvaram a minha mãe em muitos jantares de família. Na altura agradecia é claro. Que miúda não gostava de uma boa sobremesa doce e com chocolate?
Depois de me ter tornado vegetariana, a minha mãe desafiou-me a fazer uma mousse de chocolate “à minha moda”, ou seja, sem ovos ou leite, mas que fosse igualmente deliciosa. Após algumas tentativas, cheguei a esta receita. Não recria com exactidão uma verdadeira mousse, leve e areada, esta é um bocadinho mais densa, mas garanto-vos que o sabor delicioso a chocolate está lá. A camada de bolacha da fotografia é uma tradição de família. Durante anos fui a pequena “ajudante da chef” encarregue de raspar as bolachas “Maria”. Desta vez, o irmão mais novo assumiu o lugar, e com as suas mãos gordinhas desfez, sem jeito, as bolachas de manteiga de amêndoa para a mousse. A tradição foi reinventada, e agora sobremesas mais leves fazem parte dos almoços de Domingo.
chocolate mousse
Nesta receita, aconselho utilizarem o tofu sedoso, ou silken em inglês. É mais cremoso, e fica delicioso em sobremesas. Podem encontra-lo nas lojas de produtos orientais, ou, se forem a lojas de produtos naturais, como por exemplo a Celeiro, procurem o tofu da marca Clearspring que é bastante semelhante. Também pode ser utilizado o tofu firme, que se encontra actualmente na maioria dos supermercados, mas a sobremesa fica com um sabor ligeiramente diferente, e com uma textura menos cremosa.
Se procuram uma mousse de chocolate vegan sem tofu, aconselho-vos a visitar estas duas receitas deliciosas: as “Tarteletes de mousse de chocolate e abacate” da Joana do Le Passe Vite, e a “Mousse de chocolate e laranja” da Patrícia do Not Guilty Pleasure. Nestas receitas, ambas utilizam abacate para obter uma mousse com uma textura cremosa!
(more…)

Tacos mexicanos de feijão preto e salsa de abacate

Black bean tacos2
As receitas que sirvo em casa diariamente são geralmente bastante simples, simples até demais para serem receitas aqui no blog, mas é inevitável explorar as diferentes culturas gastronómicas, para tornar a culinária vegetariana mais interessante, (ou para, neste caso, apimentá-la).
Adoro aquilo que conheço e aplico da culinária mexicana, e adoro recriar a partir da sua inspiração pratos mais saudáveis, como estes “tacos”. A receita que utilizei foi inspirada numa do livro “Plenty” de Yotam Ottolenghi, mas era originalmente de “quesadillas”, e por isso, levavam queijo cheddar. Eu preferi cortar no queijo, e partilhar convosco um procedimento mais simples, como o dos “tacos” (em que é só “dobrar e comer”), no lugar de fazer “quesadillas”, porque sinceramente o resultado final seria bastante semelhante.
cashew sauce and salsaBlack bean tacos (more…)

Novos hábitos

Muesli soaked in orange juice

Grata por haver um mês em que paramos do ritmo das aulas, dos transportes, e dos trabalhos, em que finalmente posso dedicar mais tempo à leitura, ao descanso, ao exercício físico, aos amigos e à família, mas também a este meu projecto. Aproveito para melhorar capacidades, como a cozinha, em que não perdi a oportunidade de me inscrever neste curso, e fazer aquilo que gosto. É assim que eu vejo as férias, como uma altura para descansar, viajar, mas também reflectir naquilo que fazemos, melhorar capacidades, investir em nós mesmos, e mudar hábitos, porque nem sempre temos tempo nos dias preenchidos pelo trabalho ou pela faculdade.

Com os dias maiores, tempo geralmente mais quente, quase não há desculpas para não aproveitar e dar uma caminhada ou corrida, fazer uns alongamentos ao ar livre, para iniciar a prática de exercício físico. E a alimentação? É o tempo perfeito para saladas, e a razão perfeita para aumentar a ingestão de legumes, e até de frutas frescas. Basta pensar um bocadinho na mudança, ganhar motivação, e prática diária vai criar hábitos saudáveis. No meu caso também foi assim, e até comecei pelo pequeno-almoço, que era habitualmente leite com cereais, (ou às vezes só leite). Depois de conhecer o muesli e a aveia acabei por mudar radicalmente os meus pequenos-almoços, e agora quase não consigo prescindir da minha aveia demolhada com frutos secos e sementes com leite ou iogurte vegetal e frutas. Já vos tinha apresentado esta sugestão para preparar a aveia, mas não poderia deixar de partilhar uma versão mais apelativa, e mais adequada à estação.

Deixo este desafio aos leitores que sentem que devem mudar a sua alimentação. Comecem por experimentar uma refeição ou outra diferente, mais pensada face às necessidades, objectivos e no bem-estar, e verão que a longo prazo poderá fazer parte de novos hábitos!

Muesli soaked in orange juice (more…)

Tabbouleh

Tabbouleh
Tabbouleh é um prato vegetariano, que consiste numa salada feita com tomate, muita salsa picada, menta e cebola, temperada com azeite, sumo de limão e sal. Também pode ser adicionado o bulgur, que é um grão feito a partir do trigo (geralmente integral), e outros vegetais. O bulgur também pode ser substituído por couscous, que é mais acessível e fácil de encontrar nos supermercados. O Tabbouleh é tradicionalmente servido como parte da mezze no Médio oriente, que é uma seleção de pratos pequenos que podem constituir uma refeição ou aperitivos (talvez um pouco como as tapas por aqui). Tornou-se uma comida étnica popular nas culturas ocidentais, mas nem sempre é bem compreendida, e eu também tenho alguma culpa nessa questão. Partilhei-vos uma versão pouco próxima da ideia da receita original, porque o ingrediente principal é a salsa, as ervas aromáticas, mas eu gosto de juntar mais bulgur (ou quinoa neste caso) para uma refeição mais consistente. Ainda assim, mantenho-me fiel em relação aos restantes ingredientes, e se quiserem uma receita mais próxima do original, abusem mais das ervas aromáticas, e cortem nos grãos. É provavelmente uma das saladas mais aromáticas que já comi, e curiosamente, sabe sempre melhor no dia seguinte do que no próprio dia.
Tabbouleh
Adoro os ingredientes simples que esta salada leva, e como se encontram facilmente e com melhor qualidade durante esta altura do ano, em que encontramos os tomates mais suculentos, e imensa salsa a dar cor ao nosso quintal, quase a pedir para ser gasta.
Geralmente nunca como esta salada sozinha, e gosto de juntar legumes grelhados, às vezes tofu grelhado, ou falafels e molho de tahini quando tenho mais tempo. É um excelente acompanhamento ao meu hummus com pão, porque dá alguma frescura à refeição. Também podem variar no cereal se preferirem, ou até juntar grão-de-bico, e fazer uma salada-refeição.
Tabbouleh (more…)