Receitas

Tarte de tomate-cereja e húmus


Gostava de vos ter trazido novidades mais cedo, mas as circunstâncias mudaram desde as últimas publicações, e admito que tive dificuldade em manter este hábito diário de organizar as ideias de receitas, colocá-las em prática e passá-las até vocês. Agradeço a quem teve a preocupação de enviar mensagens e e-mails neste período, e a quem ajudou a manter o blog ativo, através das visitas, partilhas, comentários e partilha dos resultados de receitas que foram colocando em prática.
Posto isto, achei que estava na altura de recomeçar a página, e dar-vos a novidade de que está prevista em outubro a publicação do livro de receitas que partiu deste projeto!


Agora, passando à descrição da receita. A receita partiu de uma ideia que ficou por concretizar durante o planeamento de um workshop. E ficou guardada até bem recentemente, quando o início da época do tomate pareceu justificar colocar, finalmente, a ideia em prática.

Não estimem a complexidade da receita pelo tamanho do procedimento. O único passo mais crítico é apenas o manuseamento da massa filo, para quem não está familiarizado com a sua utilização. Neste caso, poderá encontrar uma sugestão para manter a hidratação da massa no procedimento.
Utilizei apenas ½ pacote de uma embalagem de 120g de massa filo mas, para esta quantidade de recheio, poderiam ser utilizados 100 a 120g, para obter uma base mais consistente. Ainda sobre a massa filo, como depois de confecionada tende a ficar menos estaladiça com o passar do tempo, sugiro que a tarte seja imediatamente servida.

A pensar na massa filo crocante, o recheio tinha de ser cremoso e saboroso, e por isso utilizei o húmus de leve sabor a citrinos, coberto de tomates-cereja que rebentam na boca de sabor, e alguns pinhões tostados que também fornecem alguma textura à tarte, e conservam o sabor amargo característico dos frutos gordos. Os pinhões podem ser omitidos ou, substituídos por azeitonas cortadas ou frutos gordos do vosso gosto.


(mais…)

Cogumelos recheados


Domingo passado tive oportunidade de realizar um workshop na Work – espaço criativo, cujo tema foi finger food. No planeamento das receitas para este evento apercebi-me que até agora nunca explorei muito esta temática no blog, e que a página poderia beneficiar de mais receitas de aperitivos, e de diferentes formas de apresentação de algumas receitas já partilhadas. Assim, no próximo mês, estou a pensar partilhar uma compilação desta ideias e novas receitas de aperitivos. Entretanto, deixo-vos uma das receitas que foi elaborada neste evento.

Esta receita de cogumelos recheados foi uma alegre surpresa. A combinação dos elementos fornecedores de sabor e aroma (alho, tomate seco, salsa e vinagre balsâmico) resultou num recheio saboroso, e a adição de pão ralado, depois de levado ao forno dá um toque crocante que contrasta bem com a base macia dos cogumelos assados.

Os cogumelos recheados devem ser feitos preferencialmente no mesmo dia em que são servidos e, se possível, devem ser servidos mornos. Se ponderam fazer esta receita para um jantar com alguma antecedência, sugiro que façam o recheio primeiro (no dia anterior, por exemplo) sem adicionar o pão ralado. Uma ou duas horas antes do jantar ou lanche, envolva o pão ralado no recheio, recheie os cogumelos, e leve ao forno, tal como descrito na receita.

(mais…)

Pão de centeio, alfarroba e nozes

editada-dsc_2363
Na última publicação do blog, anunciei que estava a desenvolver um livro de culinária vegetariana. Desde então, este projeto tem-me impedido de vos trazer receitas novas nos últimos 3 meses e, por isso, algumas novidades ficaram por contar. Pouco tempo depois da última publicação, defendi a tese de licenciatura, concluindo assim a minha formação em Ciências da Nutrição. Agora aguardo a minha inscrição na Ordem, onde terei de fazer um estágio para aceder à profissão, que me vai ocupar nos próximos meses… E desde a conclusão da licenciatura até bem recentemente, foquei-me no desenvolvimento das receitas e fotografias do livro. Aproveitei o facto de já se encontrarem bastante adiantadas para voltar a publicar receitas, especialmente tendo em conta este mês, e a procura de sugestões para as festas de Natal.

Assim, as próximas publicações vão ser dedicadas às receitas de prato principal e uma entrada para a ceia de Natal, ou para outros jantares de convívio, mas, para já, deixo-vos este pão de alfarroba, centeio e nozes. Partilhei esta receita de pão porque achei que tinham um sabor e aroma especiais devido à combinação de alfarroba, centeio e erva-doce. O pão resultante também é um pouco mais denso devido à inclusão da farinha de alfarroba, que é isenta de glúten e apresenta um conteúdo em fibra mais elevado, mas tentei equilibrar as proporções de farinha de trigo com a de centeio e alfarroba de forma a obter um pão não só rico em sabor, mas que apresentasse uma textura satisfatória, apesar de mais densa.

Para facilitar o processo, utilizei o processador de alimentos com a lâmina de plástico para amassar a massa, mas podem amassar o pão manualmente numa superfície enfarinhada, ou recorrer a uma batedeira com gancho. Para quem dispõe de um processador de alimentos, aconselho a sua utilização nesta receita porque acaba por ser um método mais rápido e fácil para quem não está muito à vontade na elaboração de pão.
montagem-1
(mais…)