Pequeno-almoço

Batido de morango, amora e iogurte

batido de amora, morango e iogurte
Ocasionalmente gosto de beber batidos de fruta e legumes, mas não são certamente um hábito regular por aqui. Mas quando faço, gosto de os enriquecer com iogurte e bebidas vegetais, frutas, legumes, sementes, aveia e frutos gordos. São bastante simples, e nem preciso de ter “super alimentos” para fazer uma refeição nutritiva e densa nutricionalmente.

Tenho alguma preguiça no que toca a fazer batidos (pfff, detesto lavar o liquidificador), mas acabam por ser de certa forma convenientes. Durante o verão a minha avó dá-me amoras do seu quintal, que eu congelo em casa para gastar em batidos durante os meses seguintes. O mesmo acontece com os espinafres por volta desta altura do ano. E, inclusivamente, até aproveito para juntar em saquinhos vegetais e fruta madura, cortadinhos, e congelo. Depois basta colocar directamente tudo no liquidificador, e assim perco menos tempo a preparar os vegetais e a fruta, em manhãs em que o tempo escasseia. E para além de ser mais rápido, até fica com uma consistência mais cremosa (quase como um gelado!), e com um sabor fresquinho, que começa a saber bem!
batido de amora, morango e iogurte1
Mas voltando a esta receita. Achei que seria uma boa altura para partilhar um batido, porque começam a aparecer por aqui um dos meus ingredientes preferidos em batidos: os morangos. Juntei-lhes também amoras que tinha congeladas, que vocês podem substituir por outra fruta (já experimentaram com manga, kiwi, ou papaia? Fica óptimo!). Gosto também de juntar um pouco de banana, iogurte (ou bebida vegetal), aveia em flocos grossos ou finos, e umas colheres de proteína vegetal para enriquecer o batido, e aumentar a ingestão proteica entre as refeições. Podem também juntar frutos gordos e sementes da vossa preferências em substituição da proteína, e decorar o batido com uma camada de iogurte e um pouco de granola, para o tornar mais guloso. (A dado ponto reparo que isto já não é bem um batido porque sabe bem é comido à colher!)

batido de amora, morango e iogurte5 (mais…)

Crackers de sementes

crackers de sementes21Há uns tempos apercebi-me que estava em falta uma receita para acompanhar algumas pastas que podem encontrar na página “Aperitivos”, como o Hummus, Baba Ghanoush, Pasta de abacate de grão, Pasta de ervilhas, ou Chutney de manga. Sendo o pão um acompanhamento óbvio, achei que faltava algo menos comum, como umas crackers, para acompanhar estas pastas.

Experimentei algumas receitas com diferentes farinhas e sementes, e cheguei até esta receita, à qual até juntei ervas aromáticas e cebola, para dar mais sabor. Esta versão é então salgada, porque acredito que acompanha muito bem as pastas que vos sugeri, mas também é possível fazer uma versão mais doce, com substituição da cebola por maçã, algum xarope no lugar do azeite, e canela em vez das ervas aromáticas, para um snack mais apelativo para um lanche.

crackers
(mais…)

Granola crocante de amêndoa e banana

granola de manteiga de amêndoa e banana1
Nunca vos partilhei isto, mas as receitas publicadas no blog seguem uma distribuição por tipo de refeição. E por isso as ideias que vou tendo aponto-as num papel, e depois ordeno-as de acordo com essa distribuição. E é curioso como as semanas em que anseio mais em cozinhar e tirar fotografias para o blog são aquelas dedicadas ao pequeno-almoço! Não só é a minha refeição do dia preferida (também vos acontece acordar e pensar logo em comida?), como também adoro pensar em receitas e diferentes combinações de granolas, papas, barritas, batidos (…).

Mas de todas as receitas que já vos partilhei até hoje para o pequeno-almoço, aquelas que fazem os olhos brilhar de gula são as granolas. Se o meu estômago pudesse escolher, todos os dias, o pequeno-almoço seria granola. Um snack doce e crocante (por causa do seu teor em gordura), prático, e delicioso com alguma fruta fresca e iogurte natural.

Mas não como todos os dias granola. Dou preferência a umas papas de aveia com frutos gordos e sementes e fruta, e uns batidos ocasionais com proteínas vegetais. E até porque a granola tende a ter alguma gordura adicionada e açúcar (porque são confeccionadas com xaropes, certo? Não vamos cair no erro de dizer que é sem açúcar quando contém xaropes…). Então tenho vindo a experimentar várias receitas de granola em que utilizo fruta para reduzir os xaropes e gorduras. Uma das receitas que mais gostei foi esta que vos partilho de banana e manteiga de amêndoa.

Apesar do resultado final não ser igual a uma granola tradicional, esta receita faz uns clusters crocantes de aveia que revelaram ser muito práticos para comer na faculdade entre as refeições, tem um aroma óptimo a amêndoa e canela, e não é excessivamente doce, nem é desenxabida porque tem a banana a adoçar. Também podem experimentar fazer esta granola com puré de maçã se não gostarem de banana, substituir as sementes e frutos gordos por outros, aveia ou coco ralado, e podem usar a manteiga de amendoim (ou outras) no lugar da manteiga de amêndoa (relembro que este artigo tem as instruções para poderem fazer a vossa própria manteiga em casa).

granola de manteiga de amêndoa e banana6 (mais…)