Amoras

Frutas de verão maceradas


Folheando um dos meus livros de culinária preferidos, o “How to cook everything vegetarian” do Mark Bittman, um livro extenso mas prático e acessível para todos os entusiastas da culinária vegetariana, deparo-me no capítulo das frutas com deliciosas sugestões de frutas maceradas. Às frutas, é-lhes adicionado um líquido, que é absorvido, provocando um ligeiro amolecimento da textura e mudança no sabor nas frutas. O conceito é semelhante ao marinar, mas neste caso o ingrediente ao qual é aplicada a marinada é a fruta.

O líquido utilizado para macerar as frutas pode ser um xarope, sumo de fruta, vinagre ou algumas bebidas alcoólicas como vinho ou licores. E, para além do líquido utilizado para macerar, podem também ser adicionadas especiarias e ervas aromáticas que resultem bem com os sabores doce e ácido das frutas. Exemplos de combinações possíveis de frutas, líquido e condimentos poderão ser: maçã ou pera com sementes de funcho maceradas em vinho branco e um xarope; meloa com alecrim e xarope ou açúcar dissolvido em um pouco de água; cerejas maceradas em vinho do Porto; citrinos cortados em segmentos com anis, canela ou gengibre, maceradas em sumo de citrinos, entre tantas outras possibilidades…


De uma forma geral, para a elaboração desta forma de preparar frutas, deve começar por cortar em cubos ou fatiar frutas de tamanho médio ou grande (as frutas mais pequenas podem ser deixadas inteiras), e envolvê-las no líquido e condimentos que ponderar utilizar. Caso utilize frutas secas, deve adicionar uma quantidade generosa de líquido, de forma a cobrir por completo as frutas secas. Tape o recipiente e guarde no frigorífico, mexendo as frutas ocasionalmente. As frutas frescas e macias requerem uns escassos 15 a 30 minutos até amolecerem e absorverem o sabor do líquido e condimentos, mas no caso de frutas mais densas como maçã ou abacaxi, deixe macerar 3 a 4 horas, ou 12 a 24 horas quando se tratam de frutas secas. O resultado final deve ser fruta macia e com aroma e sabor do líquido, especiarias ou ervas aromáticas em que esteve a macerar, e não deve ser mole e sem qualquer consistência.

A fruta pode ser servida como topping para panquecas, waffles, iogurte ou gelado, como recheio de crepes, incorporada em bebidas, ou adicionada a pratos salgados.


Dada as imensas possibilidades de combinações de fruta e de líquido utilizado para macerar, trata-se de um método versátil e que permite dar mais sabor às frutas menos apelativas, ou mais maduras…


Finalmente, deixo-vos duas sugestões de receitas onde apliquei este método, e que utilizam essencialmente frutas da estação, como amoras, pêssegos e meloa. E, tal como sugerido nas fotografias, as frutas maceradas foram servidas ao pequeno-almoço com iogurte e a minha receita de aveia tostada na frigideira (indicada mais abaixo), mas, também poderiam ser servidas como sobremesa.


(mais…)

5 bebidas para o Verão

Espero que estejam a aproveitar as vossas férias desse lado! E aposto que já pensaram em bebidas e batidos para hidratar nestes dias quentes… Pois bem, desta vez partilho-vos um artigo inteiramente dedicado a esse tema, onde poderão encontrar algumas dicas para melhorarem as vossas bebidas este verão, como a adição de frutas geladas para uma melhor consistência dos batidos, ou adição de frutos silvestres congelados, em vez de cubos de gelo. Espero que gostem!

Açaí cacao smootie
– Batido de cacau e açaí
Batidos com sabor a chocolate são sem dúvida os meus preferidos, mas gosto de os enriquecer com ingredientes nutritivos, mas que também contribuam para um sabor rico e uma consistência cremosa. Nesta receita juntei ½ banana congelada, mas, para cortar o sabor desta fruta, juntei o açaí congelado, que descobri que complementa bem o sabor mais amargo do cacau. O que resultou num batido que é um autêntico boom de antioxidantes e sabor!
Caso não consigam encontrar açaí, podem sempre substituir por ½ chávena de mirtilos congelados, ou outras bagas.

Ingredientes:
2 colheres de sopa de cacau
½ banana
100g de açaí congelado
½ chávena de bebida de amêndoa, ou outra

Prepare a banana e corte em fatias. Coloque todos os ingredientes no liquidificador, e triture até obter um batido cremoso. Se necessário, adicione mais bebida de amêndoa.

strawberry lemonade01
– Limonada de morango, menta e stevia
Nesta receita, fugi à tradicional limonada e tentei reduzir o conteúdo em açúcares, mas ao mesmo tempo dar-lhe mais sabor. Juntei morangos e menta, que contribuem com um óptimo sabor e aroma fresco. Para adoçar, para além dos morangos maduros, pode também juntar folhas de stevia, que depois de trituradas dão um sabor ligeiramente mais doce à bebida. Só recentemente é que descobri esta utilidade para a planta de stevia, que até agora não tinha servido nem para adoçar chás (porque as folhas têm de ser esmagadas), ou bolos (porque se as reduzirmos a pó persistem em tingir os doces de verde), para além de ocupar espaço no meu canto das aromáticas. Descobrir que podia juntar stevia a par de outras ervas aromáticas, como menta, em bebidas, foi provavelmente das melhores ideias que tive para bebidas este Verão, e não podia deixar de partilhar convosco.

Ingredientes:
1 chávena de morangos
2 chávenas de água
1 colher de sopa de sumo de limão
4-5 folhas de stevia (opcional)
2-3 folhas de menta

Prepare os morangos e corte-os em cubos. Coloque todos os ingredientes no liquidificador, e triture. Se necessário, adicione mais água, e ajuste a doçura a gosto. Sirva com cubos de gelo, fatias de morangos e de limão, e folhas de menta.

frozen berries1
tea and berries1
– Chá gelado com frutos silvestres
Até durante o verão gosto de beber chá ou infusões, mas tenho por hábito arrefecê-las antes de beber, e juntar outros sabores. Se por acaso fizer rooibos, gosto de adicionar canela e uma rodela de laranja, e se for de camomila, gosto da rodela de limão a perfumar a infusão ou gengibre. Mas por vezes também procuro sabores mais frescos, e pensei em juntar frutos silvestres congelados. Foi uma óptima solução porque para além de refrescarem o meu chá como cubos de gelo, também juntam alguma doçura e aroma.

2 chávenas da sua infusão ou chá preferido
½ chávena de frutos silvestres congelados
Rodelas de limão e folhas de menta a gosto

Arrefeça o chá ou infusão. Junte os restantes ingredientes.

green trpical smoothie1
– Batido verde com manga
Esta é uma das minhas receitas preferidas de batidos, e faz um óptimo pequeno-almoço! Junto legumes verdes como os espinafres, fruta, probióticos, gorduras saudáveis das sementes de chia, e uma proteína de qualidade (que é opcional, para quem tiver).

Ingredientes:
½ chávena de espinafres frescos
½ chávena de iogurte
½ chávena de manga congelada
½ banana congelada
1 colher de sopa de sementes de chia
2 colheres de sopa cheias (20g) de proteína vegetal (opcional)

Prepare as frutas e legumes. Coloque todos os ingredientes no liquidificador, e triture. Se necessário, adicione mais bebida.

papaya passion fruit smoothie
Batido de papaia e maracujá
Durante esta semana começaram a aparecer os primeiros maracujás no nosso quintal, e tinha de experimentar fazer um sumo com estes pequenos frutos curiosos. Afinal, não é a melhor forma de os aproveitar? Juntei uma papaia madura congelada ao sumo de maracujá, e resultou num batido cremoso e de sabor tropical!

Ingredientes:
½ papaia, congelada
Sumo de 10 maracujás
Bebida de amêndoa ou outra a gosto

Prepare a papaia no dia anterior e congele-a. No dia seguinte, prepare os maraujás, retirando-lhe a polpa, e coando-a, de forma a separar o sumo e as sementes. Coloque o sumo e a papaia no liquidificador, e triture. Se necessário, adicione mais bebida para ficar mais líquido.

Batido de morango, amora e iogurte

batido de amora, morango e iogurte
Ocasionalmente gosto de beber batidos de fruta e legumes, mas não são certamente um hábito regular por aqui. Mas quando faço, gosto de os enriquecer com iogurte e bebidas vegetais, frutas, legumes, sementes, aveia e frutos gordos. São bastante simples, e nem preciso de ter “super alimentos” para fazer uma refeição nutritiva e densa nutricionalmente.

Tenho alguma preguiça no que toca a fazer batidos (pfff, detesto lavar o liquidificador), mas acabam por ser de certa forma convenientes. Durante o verão a minha avó dá-me amoras do seu quintal, que eu congelo em casa para gastar em batidos durante os meses seguintes. O mesmo acontece com os espinafres por volta desta altura do ano. E, inclusivamente, até aproveito para juntar em saquinhos vegetais e fruta madura, cortadinhos, e congelo. Depois basta colocar directamente tudo no liquidificador, e assim perco menos tempo a preparar os vegetais e a fruta, em manhãs em que o tempo escasseia. E para além de ser mais rápido, até fica com uma consistência mais cremosa (quase como um gelado!), e com um sabor fresquinho, que começa a saber bem!
batido de amora, morango e iogurte1
Mas voltando a esta receita. Achei que seria uma boa altura para partilhar um batido, porque começam a aparecer por aqui um dos meus ingredientes preferidos em batidos: os morangos. Juntei-lhes também amoras que tinha congeladas, que vocês podem substituir por outra fruta (já experimentaram com manga, kiwi, ou papaia? Fica óptimo!). Gosto também de juntar um pouco de banana, iogurte (ou bebida vegetal), aveia em flocos grossos ou finos, e umas colheres de proteína vegetal para enriquecer o batido, e aumentar a ingestão proteica entre as refeições. Podem também juntar frutos gordos e sementes da vossa preferências em substituição da proteína, e decorar o batido com uma camada de iogurte e um pouco de granola, para o tornar mais guloso. (A dado ponto reparo que isto já não é bem um batido porque sabe bem é comido à colher!)

batido de amora, morango e iogurte5 (mais…)