Cajús

Hambúrgueres de feijão preto com chutney de manga

As três semanas que mais temia este ano já estão quase a acabar felizmente, e os exames até têm revelado bons resultados. Afinal, uma agenda, muita organização e reflexão das minhas prioridades são elementos chave para separar o meu hobbie, dos estudos, e ainda assim, conseguir ter sucesso em ambos.

A gestão do tempo é o mais importante quando nos vemos perante, hum, 4 exames em 6 dias. E a gestão de tempo implica mudar alguns hábitos e enraizar outros. No meu caso, por exemplo, obrigou-me a ser criativa, e imaginar refeições rápidas, como hambúrgueres de feijão. Sempre prontos no congelador, seria só aquecê-los e juntar aos acompanhamentos que a minha mãe prepara (geralmente: sopa + arroz + vegetais salteados + hambúrguer de feijão). Assim, tenho a minha fonte proteica vegetal assegurada na refeição principal, e não preciso de perder muito tempo a pensar nas refeições principais, ou a cozinhar. Apesar de, às vezes, até saber bem pensar em mais alguma coisa senão tipos de glândulas localizadas no pâncreas, ou a quantidade de água em ml por kg de peso que um atleta precisa antes de um treino.

Hambúrguer de feijão preto (mais…)

Tacos de tofu, salada de repolho e molho de caju e limão // Tofu coleslaw tacos with lemon cashew sauce

Tacos de tofu, salada de repolho e molho de caju e limão

As últimas duas semanas de exames obrigaram-me a uma rotina aborrecida de refeições, sem nada criativo ou diferente, onde o tempo foi todo passado colada aos livros, sebentas e computador. Felizmente essa fase já acabou (acho eu), e posso finalmente dedicar mais tempo ao blog, às receitas e a mim mesma. Por isso, o primeiro almoço que fiz depois do último exame, foi esta receita, que não me saía da cabeça à algum tempo, em que utilizo tortilhas mexicanas, tofu feito da minha forma preferida, uma mistura de repolhos e cenoura, e finalmente um molho maravilhoso (e totalmente aprovado pela família) de caju e limão.

Não sei se já experimentaram fazer molho a partir de cajus, mas para mim foi das melhores coisas que poderia ter descoberto na minha cozinha, pois é capaz de criar molhos incrivelmente cremosos que parecem natas ou iogurte. Quanto ao sabor, preferia deixá-lo simples, com uma agradável essência a limão e um travo interessante de alho. Este molho teve como inspiração o molho sourcream do livro Super Natural Cooking e um molho básico do livro A dieta da comida crua, onde vi as proporções e adaptei os temperos ao meu gosto. No entanto, sintam-se à vontade de juntar ervas aromáticas e outras especiarias da vossa preferência.

Couve roxa / Taco de tofu e salada de couve (mais…)

Como fazer manteiga de frutos gordos

(UPDATE: 06/11/2014)

Manteigas de frutos gordos são provavelmente uma das melhores descobertas que fiz depois de me ter tornado vegetariana. Tornaram a questão do “o que é que eu vou barrar no pão?” muuuito mais fácil. E acreditem que neste momento não as deixo por qualquer outro creme de barrar, porque para além de deliciosas, e com um sabor concentrado de amêndoas, avelãs ou amendoim, também é um creme saudável, em moderação, pois contém gorduras saudáveis, alguma proteína, e fibra, ao contrário de muitos outros cremes, que praticamente só contém gordura.

Estas manteigas / pastas são também incrivelmente fáceis de fazer, talvez o único senão seja a questão do processador, que aconselho que tenha alguma potência, e que tenham atenção às dimensões e ao volume de oleaginosas que vão colocar. O procedimento segue-se mais abaixo, e como podem ver basta levar nozes, amêndoas, avelãs, macadamias, cajus (…) ao forno, tirar a pele se necessário, e triturar no processador de alimentos. O mais curioso é observar o que decorre dentro dele: uma manteiga farinhenta passa a uma manteiga cremosa de um momento para o outro porque são libertadas gorduras através do processo de trituração.

Algumas notas finais, fazer manteigas de oleaginosas fica bem mais económico em casa do que comprar já prontas, especialmente se também comprarem os frutos gordos avulso. A receita que se segue equivale a 1 chávena de manteiga, e depois de pronta aguenta em ótimo estado cerca de 1 mês no frigorífico.

Nut butters

COMO FAZER MANTEIGAS DE FRUTOS GORDOS OU SEMENTES

(1) Coloque cerca de 240g de avelãs / amêndoas / amendoins ou outro fruto gordo numa forma com papel vegetal, espalhados numa camada única, e leve ao forno durante 25 minutos a uma temperatura de 150ºC. Depois de ficarem tostadinhos, retire-os do forno, deixe arrefecer durante uns 10 minutos, e tente retirar-lhes a pele. Tostar as avelãs não só torna a manteiga mais saborosa, como também elimina os anti-nutrientes de que já referi neste post.

(2) Depois de retirar a pele às avelãs, coloque-as no processador de alimentos ( juntamente com uma pitada de sal, se quiserem) e triture até as avelãs ficarem reduzidas a farinha.

(3) Continue a triturar. Assim que a farinha do fruto gordo começar a libertar gordura, vai obter uma bola gigante de manteiga a girar com a lâmina da máquina, mas continue a triturar, até se ter desfeito completamente.

Nut butters

(4) A manteiga está pronta. Se provarem vão reparar que a pasta tem o sabor delicioso, torradinho, mas mais concentrado do que o sabor original do fruto gordo que utilizaram, por isso experimentem fazer com outros tipos de oleaginosas, porque cada manteiga é única!

Pode não ficar por aqui e juntar um adoçante natural maple syrup, ou outros que preferirem, especiarias como canela, e até cacau.

vegan nutella

A minha sugestão: Creme de avelã e chocolate, uma espécie de Nutella, mas sem os açúcares, o leite e a gordura adicionada. Um creme perfeito para barrar no pão para acompanhar o pequeno-almoço ou lanche.

½ chávena de manteiga de avelã
1 colher de sopa de adoçante natural, como xarope de arroz, maple syrup, ou outros
1 colher de sopa de cacau em pó

Misture tudo muito bem, num processador de alimentos ou mexa com uma colher numa taça até obter uma pasta cremosa.

Recipe in English

HOW TO MAKE NUT BUTTERS

(1) Pre-heat your oven to 300ºF and fill up a cookie sheet with hazelnuts / almonds / peanuts, or other kind of nuts. Roast the nuts for about 25 minutes. After removing them from the oven, let cool for about 10 minutes, and try to remove their skin.

(2) Place the nuts in a food processor (with a pinch of salt) and blend.

(3) During this process, you may have to scrape down the sides of the container, and keep blending until you achieve a creamy and smooth paste.

(4) Your nut butter is ready. You can now add other types of flavors to your homemade nut butter, like spices such as cinnamon, or if you have a sweet tooth had 1 or 2 tablespoons of natural sweeteners like maple syrup (or others), or you can even add cocoa.

Chocolate hazelnut spread

½ cup hazelnut butter
1 tablespoon natural sweetener, such as brown rice syrup or maple syrup
1 tablespoon cacao powder

Assemble all the ingredients in a small bowl and combine until you have a creamy paste.

Nut butters