Leite de coco

Tarte de banana, chocolate e avelã

Olhando para a página das Sobremesas, tartes são provavelmente algo que não falta neste blog. E as opções de receitas até variam segundo as estações, grau de dificuldade ou de gulodice. É claro que o objectivo deste blog não era propriamente a partilha de tantas sobremesas, mas algures na minha rotina, gosto de ocasionalmente, uma ou duas vezes por mês, fazer um doce pensado ao pormenor, segundo o meu gosto (que de uma forma redundante não foge muito a qualquer coisa com cacau ou chocolate). Adoro cozinhar, por isso tento manter o equilíbrio entre a paixão pela cozinha, com o conhecimento de uma alimentação saudável, e o que me faz sentir bem todos os dias, com o prazer de preparar algo novo e delicioso.

Prosseguindo com a receita que vos partilho neste artigo… Acho que se gostam tanto de fazer tartes como eu, têm mesmo de experimentar esta receita! É provavelmente uma das melhores sobremesas que já fiz, e vão ver que apesar desta receita ter uma execução um pouco demorada, valerá totalmente a pena.

banana chocolate hazelnut pie1
Começando pela crosta, que embora tenha como ingredientes principais tâmaras e aveia, consegue ser crocante, não se desfaz, nem tem quantidades exageradas de gordura. É uma base simples para as camadas gulosas que se seguem.

A camada seguinte de chocolate e avelã foi uma descoberta recente. Uma técnica partilhada pela Angela Liddon do blog Oh She Glows, que mimetiza um creme suave, quase como uma mousse, mas que serve de cobertura. Contém apenas 2 ingredientes a receita original, mas eu ajustei as quantidades dos mesmos para uma textura mais leve, e que não serve tanto o propósito de cobertura. Juntei ainda manteiga de avelã e um pouco de baunilha. Utilizando chocolate negro (com 70% de cacau) , posso obter um sabor no creme ainda mais intenso e rico, e que é completado pelo sabor ligeiramente amargo e torrado da manteiga de avelã.

banana chocolate hazelnut pie6
A camada de banana é o que torna esta tarte realmente diferente, e dá até um sabor fresco, que contrasta com o amargo do cacau e das avelãs, mas ao mesmo tempo também liga as camadas suaves de chocolate e do chantilly de coco. Mas não pude deixar de pensar, depois de saborear cada garfada de todas as camadas da tarte, se morangos ou outras frutas frescas laminadas não ficariam igualmente bem ou melhor. Sem dúvida algo a experimentar noutra época.

Por fim, finalizei a tarte com chantilly de coco, já apresentado algumas vezes no blog, avelãs tostadas (na sertã, sem gordura, e com a pele posteriormente removida), e umas raspas de chocolate.

banana chocolate hazelnut pie9

(mais…)

Panna cotta de café com chocolate e avelãs

palácio de versailles2
Ausentei-me uns tempos do blog e aproveitar para fugir da rotina e conhecer Paris. Durante 5 dias consegui esquecer as responsabilidades e preocupações que fazem parte do dia-a-dia, e por isso agora volto inspirada, com a mente mais tranquila e com mais ideias para artigos e receitas para partilhar convosco.

Numa das noites em Paris comecei a pensar na receita tradicional italiana Panna cotta, e como era tão fácil de fazer, encontrava-se em imensos restaurantes, mas eu nunca tinha experimentado fazer em casa. Já estava nas minhas listas de receitas para experimentar (que, aqui entre nós, a das sobremesas é bem mais comprida…), mas nunca tinha feito porque não era uma receita me chamasse à atenção. Até é levezinha, e bem simples, e o pessoal cá em casa adora pudins, mas o clássico pudim italiano nunca me atraiu. Até começar a pensar em combinações diferentes de sabores, e começar a imaginar esta receita que vos partilho hoje. Passei as ideias para a prática assim que pude, e o resultado surpreendeu-me! Finalmente uma panna cotta com mais sabor, e mais indulgente.
panna cotta de café1
A combinação de chocolate, café e avelãs parece ter resultado muito bem nesta sobremesa, mas sugiro que adaptem ao vosso gosto, e experimentem outras combinações. Para uma versão menos indulgente, mas não menos saborosa, pode fazer a base da panna cotta (“leites” vegetais + agar + extracto de baunilha + algum xarope) e servir com uma colher de compota caseira, para uma versão mais tradicional, mas também mais leve e simples.
panna cotta de café4
panna cotta de café2 (mais…)

Bolo de chocolate com recheio de frutos silvestres

Há cerca de 2 semanas o blogue fez 3 anos desde que comecei a partilhar-vos as primeiras receitas. “Wow, 3 anos?!” Sim, é verdade, 3 anos que passaram a voar ao vosso lado, e eu não poderia estar mais grata por esta experiência, tanto pelo que tenho vindo a aprender, como pelas experiências que me tem proporcionado. Mas também acarreta cada vez mais uma certa responsabilidade, a de partilhar convosco receitas mais saudáveis e ocasionalmente informação nutricional fidedigna, neste pequeno espaço onde só se fala do mundo vegetal.
Bolo

Desta vez, em jeito de celebração, escolhi partilhar-vos um bolo de chocolate com um bocadinho menos de gordura e açúcar do que aquele que já tinha partilhado previamente convosco por aqui.

Esta nova versão do bolo de chocolate conta com a adição de puré de maçã, que permite deixar o bolo húmido e fofo. Também juntei bem menos açúcar (menos de metade), o que me pareceu adequado ao meu gosto, mas se necessário juntem um pouco mais para se adequar ao vosso palato. Podem juntar xarope de arroz ou maple syrup ou açúcar refinado, como preferirem, pois no final, são todos constituídos por açúcares, e vão levar a um rápido aumento dos níveis de glicose no sangue.

É por isso que evito comer doces, independentemente do tipo de açúcares que levam (xaropes ou açúcar cristalizado). Mas quando como, são quase sempre feitos por mim (por isso sei o que levam, e por aqui não há margarinas, ou shortenings com gorduras trans), tento sempre reduzir a quantidade de açúcares adicionados, e tento juntar frutas para que o resultado final não fique desenxabido, claro! O importante é que comer um doce ou uma sobremesa seja algo esporádico, pois por muito saudável que possa parecer um bolo, tanto neste blog como nos outros, não se deixem enganar pelos xaropes, açúcar de coco ou farinhas integrais. É mais um doce. Deve ser evitado ou consumido de forma ocasional. E no que toca a ser saudável, quando a redução do consumo de açúcares é tópico da ordem do dia, há alterações de estilo de vida igualmente (ou até mais) importantes como a prática de exercício físico, tantas vezes esquecida.

bolo

Uffff, bem, já chega de comentários do foro nutricional e vamos passar ao que interessa, o nosso bolinho de celebração!

Como sempre, é um bolo vegan, e desta vez juntei sementes de linhaça à massa, mas também o habitual bicarbonato de sódio e vinagre (ou sumo de limão), que vão deixar este bolo com uma boa textura e consistência, mesmo sem a adição de ovos.

A cobertura que utilizei foi esta de coco, decorei com groselhas, e o recheio é de frutos silvestres com um pouco de cajus, para conseguir um molho mais cremoso e denso, para unir as camadas do bolo.

bolo
(mais…)