Mostarda

Feijão-verde com grão-de-bico e batata assada com vinagrete de mostarda

Salada de grão, batata e fejão verde6Depois a entrega dos trabalhos de conclusão da licenciatura, estou de volta às publicações nesta página!
Quase 2 meses depois da última publicação, trago-vos novamente uma salada, desta vez com um legume escassas vezes apresentado nesta página, o feijão-verde. Este legume, cozido apenas 3 a 4 minutos em água a ferver, de cor viva, mas tenro, pode ser uma ótima adição a saladas. E, neste caso, envolvi-o numa salada a par de uma batatinha pequena assada com pele e com o aromático tomilho, juntei grão-de-bico, e ainda umas folhas de rúcula. Adicionei um vinagrete de mostarda, de sabor mais forte, que não abafado pelo “picante” da rúcula, e por fim, guarneci com amêndoas laminadas crocantes, para dar mais textura à salada.

Salada de grão, batata e fejão verde7
(mais…)

Salada de couve-de-bruxelas, lentilhas, pêra e avelãs

Esta semana partilho-vos uma receita que me fez gostar ainda mais de couve-de-bruxelas, um dos vegetais desta estação. A receita é uma salada típica de Outono/Inverno, servida morna com lentilhas, pêra em fatias e avelãs tostadas, com molho de mostarda e limão para um sabor mais ácido.
Brussel sprout lentil salad
Para quem não está acostumado a comer couves-de-bruxelas, fiquem a saber que encontram-se disponíveis no mercado durante todo o ano, mas o pico de disponibilidade encontra-se durante o final do Outono e Inverno, assim como a maioria dos géneros de couve. No mercado, procure aquelas mais fechadas e compactas, e de cor mais viva, sem folhas amarelas. Na preparação basta retirar as folhas exteriores mais degradadas e a ponta do caule duro. Depois podem ser cozidas a vapor (para um maior sabor e preservação das características nutricionais), em água, assadas, ou até mesmo cruas.
Couves-de-bruxelas são ricas em vários nutrientes valiosos. São uma excelente fonte de vitamina C e vitamina K, e uma boa fonte de inúmeros nutrientes, incluindo ácido fólico, manganês, vitamina B6 e B1, potássio, e até gorduras polinsaturadas Omega 3. É de salientar que uma chávena (156g) destes vegetais cozidos tem apensas 56 kcal. Além dos nutrientes mencionados, as couve-de-bruxelas contêm inúmeros fitoquímicos, incluindo os glucosinolatos que ajudam na redução do estado inflamatório, e compostos sulfurados que estão associados a um menor risco de doenças cardiovasculares.
Brussel sprout lentil salad (mais…)