Nozes

Hambúrgueres de beterraba

Beet burgers
De volta à rotina das aulas, tenho por hábito organizar um plano de refeições semanal para perder menos tempo a pensar no que vou cozinhar para mim, ou para comprar os ingredientes antecipadamente, para que não falte nada. É claro que há dias em que altero o esquema e faço uma receita qualquer que me surja de repente a caminho de casa no comboio, ou até mesmo quando tenho desejos de alguma “confort food”. Para além de planear, também recheio o congelador de hambúrgueres de lentilhas, grão, feijão, enfim, quanto a imaginação permitir, e algumas almôndegas. São de facto a minha salvação no tempo de aulas pois limito-me a descongelá-los e levar ao forno 15 minutos, e afinal, para fast food, até são incrivelmente saudáveis.
Beet burgers2
Nesta receita, para quem não é adepto do sabor “a terra” da beterraba sugiro que opte pelo tofu fumado que mascara completamente o sabor da beterraba, e, aliás, dá um sabor e texura que agradou os “carnívoros” aqui de casa. Para quem não usa tofu, pode mesmo não juntar este ingrediente e substituir por ¼ chávena de arroz (integral) cozido, para o hambúrguer ficar com uma textura coesa. Quanto ao feijão, se por acaso não tiverem à mão o feijão adzuki, podem muito bem substituir pelo feijão preto ou vermelho. O feijão preto acaba por dar outra personalidade ao hambúrguer, mas fica igualmente delicioso. O feijão adzuki que é mais discreto deixa sobressair o sabor adocicado da beterraba, e o amargo das nozes, assim como também combina em pleno com o pequeno travo a sementes de coentros.

Este hambúrguer de beterraba fica muito bem servido num pão rústico estaladiço, e abacate esmagado com pimenta preta, mas outros acompanhamentos também são bem vindos.

Beet burgers (mais…)

Bolo de banana e aveia coberto de frutos secos

banana bread
Depois da fase intensa de estudo, chegou o descanso merecido. E este fim-de-semana aproveitei para recuperar energias e afastar-me da rotina e das horas sentada a ler e captar tudo aquilo que não tinha estudado durante o semestre. Estava na altura de fazer um bolo. Como não tinha ideias para um bolo diferente, adaptei uma das minhas receitas preferidas, um bolo de banana. Juntei-lhe uma cobertura de nozes, amêndoas, sementes e aveia, uma mistura crocante que parece granola. Que também pode ser adicionada à massa. Desta vez também juntei farinha de aveia, que acabou por deixar a massa um pouco mais densa, e por isso é opcional, e podem optar por juntar farinha de trigo integral, ou outra.
Espero que gostem da sugestão apesar de não ser algo completamente novo por aqui. E em breve, vou trazer-vos novidades, entre elas alguns projetos novos no blog, e quem sabe não ofereça alguma coisa também?
Mas para já vou enroscar-me nos cobertores, beber o rooibos com amêndoa e gengibre, comer uma fatia deste bolo, e retomar o livro que tinha parado antes do estudo, ao som da chuva que insiste em cair por estes lados.
banana bread
(mais…)

Pão de centeio com nozes e passas

Walnut raisin bread

Como as festividades já se estão a aproximar, pensei em partilhar com vocês uma das minhas experiências recentes, um bom pão de centeio, frutos secos e canela. Aqui por casa nas festividades temos por hábito comprar um pão de centeio e canela da padaria local. É dos meus preferidos, e o seu aroma único a canela faz com que a sua presença na mesa de Natal faça para mim todo o sentido. Achei que deveria tentar fazer a minha versão deste pão, alterando um já existente aqui no blog, o meu pão integral. Juntei farinha de centeio integral, o que tornou o pão mais denso, mas tentei contrabalançar com farinha refinada. Adequem esta parte ao vosso gosto. Adicionei nozes e passas, o que é opcional, mas acho que torna o pão ainda mais rico, e a meu ver, assim nem preciso de o barrar com nada, e posso comê-lo simples.

Depois de provar o pão, o sabor foi uma surpresa. Um aroma natural a canela e centeio. Um pão sem o travo amargo das farinhas integrais, mas que foi suavizado pela adição de mel. E pedacinhos crocantes de noz, e passas doces.

Walnuts and raisins
(mais…)