Orégãos

Estufado de feijão branco com “requeijão”

Estufado de feijão branco10
O Inverno ainda se faz sentir, por isso achei que um último estufado, uma última taça desta “comida de conforto”, ainda fizesse sentido.
O estufado que vos partilho hoje não é muito diferente da sopa “Minestrone”, uma sopa de nome elaborado, mas de sabores e ingredientes simples como feijão, legumes e hortaliças, envoltos num molho rico de tomate, ervas aromáticas e limão. Esta receita continua a ser uma inspiração transversal para muitas receitas de estufados que coloco em prática no dia-a-dia, tal como esta.
Estufado de feijão branco8
Servi o estufado de feijão branco com um “requeijão” de tofu, uma pasta que verdadeiramente nada tem a haver com o original, mas que pode ser um substituto interessante em receitas que o exigem, nomeadamente no recheio de massas ou vegetais, numa lasanha, a acompanhar saladas, ou, pode ser usado simplesmente para barrar no pão. Para dar mais sabor a esta pasta, tentei ser generosa na quantidade de ervas aromáticas e temperos, e até adicionei uns pinhões esquecidos das festividades, que cortaram um sabor ligeiramente amargo, característico do tofu. Aconselho-vos a adequar a receita ao vosso gosto, e jogar com as especiarias e ervas aromáticas que tiverem disponíveis. Se não quiserem utilizar o tofu, aconselho-vos a dar uma olhada nesta receita da Joana Alves, e esta, da Joana Limão.

Por fim, servi o estufado em taças individuais, guarnecido com umas colherzinhas de chá de molho pesto caseiro, uma colher (cheia) do “requeijão”, e algumas folhas de rúcula. O molho pesto é perfeitamente dispensável, mas pelo menos algumas folhas de manjericão picado, ou outras ervas aromáticas frescas, ficam sempre bem.
Estufado de feijão branco2
(mais…)

Almôndegas de lentilhas com molho de tomate

lentil balls1
Quem segue o blog há mais tempo sabe que eu adoro hambúrgueres de leguminosas, e até almôndegas, e tento sempre procurar outras formas de os tornar nutritivos e saborosos. Da última vez que fiz almôndegas, pensei numa forma diferente de ligar as leguminosas, que às vezes teimam em não ficar coesas o suficiente neste género de preparações. Juntar farinhas nunca foi uma opção, e geralmente até junto oleginosas moídas, ou sementes de linhaça moídas, mas desta vez juntei proteína. Foi esta proteína de cânhamo da Loja Vegetariana, mas outras variedades de proteína vegetal também ficam bem. Acabei por fazer umas fantásticas almôndegas de lentilhas, com um sabor ligeiramente apimentado das especiarias, mas com uma textura mais coesa, e um acréscimo no valor nutritivo!

Esta até poderia ser uma daquelas refeições que faço frequentemente, e geralmente até sirvo com um pouco de massa integral, e uma salada verde, e alguns legumes cozidos a vapor.

almondegas de lentilhas1
(mais…)

Comida de conforto e uma minestrone

Caem os primeiros aguaceiros da estação, e as couves ficam mais tenras, as abóboras crescem, e tiram-se as estacas do feijão, umas das últimas culturas do verão. Aproveito o feijão branco fresco para fazer as primeiras sopas e estufados, enquanto o restante é guardado no congelador para os próximos meses. Já restam poucos ingredientes do verão, mas uma courgette perdida no frigorífico, umas cenouras, o feijão, e os últimos tomates deixados a amadurecer no balcão podem fazer um prato fabuloso.

Com poucos ingredientes, e o tempero certo, podemos fazer pratos simples, saborosos e económicos. E a minha última viagem por Itália veio a comprovar isso, onde a paciência na cozinha, e a qualidade dos ingredientes parece ser a chave para os melhores pratos, mesmo nas sopas mais simples, como a Minestrone.
Minestrone
Minestrone, como o próprio nome indica, é uma sopa com substância, ou seja, é uma sopa rica porque contém vegetais variados, leguminosas e por vezes massa, e por isso é bastante saciante. Como é tão rica em vegetais, o seu conteúdo pode ser variado consoante as estações, por isso a receita que vos partilho foi pensada durante esta fase entre o verão e o outono, mas sugiro que adaptem a receita aos vegetais que tiverem disponíveis.

Este género que sopas rústicas fazem parte do meu menu semanal com muita frequência durante os meses mais frios. É uma comida reconfortante, e é por isso, a minha “comfort food” preferida. E parece que sabe ainda melhor servida em tigelas individuais, com ervas aromáticas, ou com uma colher generosa de molho pesto bem carregado no manjericão (no caso da Minestrone), e com uma fatia de pão caseiro de cereais ao lado para “limpar” a tigela do molho rico que teimou em fugir às colheradas.
Minestrone + pesto + bread (mais…)