Salsa

Salada morna de abóbora assada, espelta e maçã com molho picante de paprika e limão

roasted butternut spelt salad
Provavelmente das coisas que mais gosto de fazer na cozinha é experimentar ingredientes diferentes. Há quem não goste de todo, mas a mim dá-me imenso gozo aprender a trabalhar com alimentos diferentes, especialmente quando sei que nutricionalmente até são bem interessantes. No entanto, por vezes também acabo por publicar aqui receitas com nomes estranhos para a maioria da população, quando para mim é mais uma salada com um grão integral, amêndoas e uns legumes e frutas da época. E hoje é a vez da espelta.

roasted butternut spelt salad
Provavelmente alguns de vocês já devem ter ouvido falar da espelta. Curiosamente já foi o alimento principal das civilizações antigas Grega e Romana, e foi a base alimentar de populações durante a Idade Média. A supremacia do arroz e do trigo fez com que cereais antigos como a espelta caíssem em desuso. Atualmente é possível ver um retorno deste cereal e é corrente encontrar pães multicereais com a presença deste cereal, ou derivados como a massa.

Nutricionalmente, ½ chávena de espelta cozida contém 123kcal, 5,5g de proteína, 0,8g de gordura, 25g de hidratos de carbono e 3,8g de fibra. É especialmente rica em Manganês, Fósforo, Vitamina B3, Magnésio e Ferro, assim como outros cereais integrais. A não esquecer também que, sendo a espelta maioritariamente vendida na forma de cereal integral, o seu consumo também traz os mesmos benefícios dos grãos integrais. Em muitos estudos, grãos integrais, tais como a espelta, tem sido associada à proteção contra a aterosclerose, acidente vascular cerebral isquémico, diabetes, resistência à insulina, obesidade e morte prematura. Para além da fibra presente nos cereais integrais, estes incluem uma ampla variedade de nutrientes e fitonutrientes adicionais que reduzem o risco de doença cardiovascular.

Por isso não se esqueça de incluir algumas variedades de grãos inteiros na sua rotina diária. Se cozer cereais não é a sua praia (sim, a espelta em grão ainda demora uns bons 20 a 30 minutos a cozer), procure pão rico em cereais não-refinados ou flocos de grãos prensados (como a aveia!), são uma óptima forma de manter as características nutricionais dos grãos integrais, sem perder muito tempo a cozê-los. Estas são algumas das minhas sugestões, e vocês? Procuram consumir cereais integrais? (mais…)

Salada de grão, cuscuz, courgette grelhada e tomate + Como fazer da salada o seu prato principal

Saladas completam qualquer menu de Verão, e, por mim, até são o prato principal. As saladas podem ser o seu maior aliado na preparação de refeições simples, pouco demoradas, leves, e fáceis de levar para o trabalho ou faculdade, sem a necessidade de aquecer. Além de nutritivas, são geralmente ricas em água e fibras, que promovem a saciedade.

Salada de grão com cuscuz, courgette e tomate // Chickpea, couscous, zucchini, tomato salad

Salada de grão com cuscuz, courgette e tomate // Chickpea, couscous, zucchini, tomato salad

Já agora, deixo-vos aqui algumas sugestões deliciosas para se inspirarem!

Salada de millet, batata-doce e maçã, aqui no Compassionate Cuisine
Salada de quinoa com pesto de avelãs, espargos e folhas verdes, aqui no Compassionate Cuisine
Salada de arroz castanho com grão de bico e abóbora, do Papacapim
Salada de bulgur e feijão frade, do Flores de Oliveira
Salada de Grão de Bico com Molho de Pimento Assado, do Le Passe Vite
Salada de cevada com sementes de abóbora e vegetais, e molho de laranja, mel e tomilho, do Veggie Num Num (em Inglês)
Salada de abobrinha amarela com caril, grão e couve, do Naturally Ella (em Inglês)
Salada de arroz selvagem, edamame e tofu com molho de miso, do Sprouted Kitchen (em Inglês)
Salada de Za’atar com grão-de-bico beringela e tomate, do Green Kitchen Stories (em Inglês)
Panzanella com grão-de-bico, couve e rabanetes, do The First Mess

Termino por aqui, deixando algumas fotografias do dia de ontem no quintal, a aproveitar o que a natureza nos tem oferecido nos últimos tempos, para dar mais cor aos nossos pratos.

Courgette e tomate cherry (mais…)

Falafel em pão pita com molho de tahini // Falafel in pita bread with tahini sauce

Falafel em pão pita com molho de tahiniReceita feita especialmente para o Desafio Vegetariano do blog Palavras que enchem a barriga

Atualmente tem-se observado um crescente interesse na comida étnica pelos Ocidentais. Felizmente, entre os molhos de cores exuberantes, o cheiro distinto de alguns estufados, e o sabor a misturas de especiarias únicos, encontramos receitas bem humildes que fazem o dia-a-dia de muitos orientais.
Desta vez, escolhi o Falafel, uma bolinha de grão-de-bico frita tradicional do Médio Oriente. Podemos encontrar à venda nas ruas da Palestina, Israel, Líbano e Síria como um snack. No Egipto, a sua possível origem, é feito com favas cozidas. As especiarias variam de receita para receita, de vendedor para vendedor, assim como pode ser servida com pão pita, outros pães, vegetais, molhos picantes ou molho de tahini.

É sem dúvida o melhor almoço-snack que descobri nos últimos tempos, e acredito que ficaria perfeito se fosse degustado num piquenique especial que agendei mentalmente. E agora que o tempo está perfeito, gostaria de fazê-lo de verdade. E vocês? Tem planos para os próximos dias? E esses planos incluem falafels no cesto de verga?
Grão demolhado / Falafels (mais…)