Salada de Beterraba e Cebola Roxa com Lentilhas

Salada de Beterraba e Cebola Roxa com Lentilhas

saladased-amine-

Saladas

Salada de Beterraba e Cebola Roxa com Lentilhas

Abacate, Beterraba, Brócolos, Leguminosas, Lentilhas,
Dificuldade
0
12 Janeiro, 2016
/
14

Antes de falar um bocadinho sobre esta salada de cores vibrantes, queria desejar-vos a todos um excelente ano de 2016. Sei que já venho um bocadinho tarde, mas só agora tive oportunidade de publicar a primeira receita do ano.
Queria agredecer-vos por estarem desse lado mais um ano, por partilharem comigo as vossas dúvidas, e também agradecer-vos por todas as mensagens/e-mails/comentários motivadores que tenho vindo a receber.

2016 vai ser um ano desafiador, no bom sentido. Se até aqui tenho conseguido gerir bem a faculdade com o desenvolvimento de receitas, com as sessões fotográficas, e procura de novos adereços ou ingredientes, nos próximos meses já não tenho tantas certezas. Vou começar o estágio, mas vou tentar certamente publicar uma ou outra receita, consoante a minha disponibilidade. Espero que compreendam.

Em relação àquilo que vos partilhei em 2015 e a evolução desta página… Acho que foi o ano em que, acima de tudo, vi o meu blog com um maior sentimento de responsabilidade. Nunca fui tão criteriosa com as receitas, mas acho que não só é fruto da minha aprendizegem (tanto na minha formação como no âmbito da culinária), como da crescente banalização de receitas nas redes sociais. Por isso, gostava que esta página fosse uma fonte de inspiração e de ideias diferentes mas facilmente aplicáveis. Espero que não seja só mais um blog com receitas “da moda”… Ou com informação nutricional de carácter muito dúbio...

E era este o pequeno desabafo que queria partilhar convosco. E vocês o que tiraram desta página no ano de 2015? Têm alguma espectativa para 2016? Gostavam de ver algum tipo de receitas ou ingredientes em específico abordados com maior frequência? Estou aberta a sugestões.

Passando agora à receita. Adoro beterrabas, e felizmente temo-las no quintal o ano todo. Adoro as beterrabas pela sua cor vibrante, a suculência quando são frescas, e o seu sabor, algo doce, a lembrar a terra, mas suave. Por cá só as preparamos de uma forma: descascada e raspada, com sumo de limão ou vinagre balsâmico, e uma pitada de sal. A minha mãe tem o hábito de preparar as raízes ou verduras da forma mais minimalista possível, mas volta e meia também gosto de variar, e fazer uma sopa de beterraba, ou um mix de raízes assadas.

O novo livro de Yotam Ottolenghi, Plenty more, é certamente uma das melhores inspirações para quem procura tornar os vegetais o centro do prato. O livro está dividido por métodos culinários (!), o que é um prazer para quem procura novas formas de confeccionar ou apresentar os vegetais, e potencia a criação de pratos novos, tal como o que vos apresento hoje.

Podia ser uma simples salada de brócolos e lentilhas. Mas a adição da beterraba laminada, nem muito dura (crua), nem mole (tipo da enlatada), de sabor picante e ácido do molho, e com uma cor que ofuscará de certeza os mais sépticos, pareceu-me a adição perfeita para dar mais sabor e riqueza a esta salada de lentilhas.

A salada de brócolos e lentilhas dispensa receita. Trata-se de brócolos ligeiramente cozidos (cerca de 4 minutos em água a ferver ou a vapor), lentilhas Du Puy (ou verdes) demolhadas e cozidas (durante 15 minutos), e abacate em fatias, temperado somente com uma pitada de sal e pimenta preta moída na hora. Podem substituir os brócolos pelas folhas da beterraba (eu não utilizei das do quintal porque estavam “queimadas” do frio), ou outras variedades de verduras. As lentilhas também podem ser substituídas por outra leguminosa, se não gostarem, e podem servir esta salada como prato principal ou acompanhamento.

Salada de beterraba e cebola roxa com lentilhas (inspirada na receita “Beetroot, avocado and pea salad" do livro Plenty more de Yotam Ottolenghi)
Serve 4 pessoas

2 beterrabas médias, descascadas, partidas ao meio e cortadas em fatias finas
½ cebola roxa, cortada muito finamente
1 colher de sopa de vinagre de vinho branco
2 colheres de sopa de azeite
¼ colher de chá de piripiri moído
Sal e pimenta preta a gosto

Leve uma panela de água a ferver, e junte as fatias de beterraba. Coza durante 3 a 5 minutos, até semi-cozidas, tenras, mas ainda crocantes. Escorra a água de cozedura. Transfira para uma taça e junte a cebola cortada em fatias finas, o vinagre, azeite, piripiri, sal e pimenta preta. Envolva tudo e reserve durante 15 a 20 minutos.

Servir com brócolos cozidos, lentilhas (demolhadas e cozidas), abacate em fatias, e uma colher do vinagrete resultante da salada.

 

Recipe in English

Beet red onion salad (inspired by Yotam Ottolenghi’s recipe: "Beetroot , avocado and pea salad" from the book Plenty more)
Serves 4

2 medium beets, peeled, halved and thinly sliced
½ red onion, sliced very thinly
1 tablespoon white wine vinegar
2 tablespoons olive oil
¼ teaspoon ground chilli powder
Salt and black pepper to taste
Bring a pot of water to the boil and add the beetroot slices. Blanch for 3 to 5 minutes, until semi-cooked, tender but still remaining a bite. Drain the water. Transfer to a large bowl, and add the onion, vinegar, oil, chilli, salt and black pepper. Toss and leave aside for 15 to 20 minutes.

    • Beatriz Neves
      13 Janeiro 2016 / 1:20

      Poucos blogs me fazem experimentar, imediatamente, as receitas que publicam. O teu é um deles 🙂 As receitas não são duvidosas, são simples e resultam sempre bem. São muito terra a terra levadas a outro patamar!

      Vou adaptar esta receita rápida (perfeita para a época de exames :p) com limão em vez de vinagre. Adoro abacate e brócolos ao vapor com sumo de limão.

      • 13 Janeiro 2016 / 10:27

        Obrigada Bea pelo teu comentário, pela divulgação que fazes à minha página, e por todo o teu interesse! <3 😀

        Sumo de limão também é uma excelente ideia! E o molho resultante também dá temperar os brócolos cozido e o abacate, por isso acho que vais gostar.

        Beijinho!

    • Lucinda
      14 Janeiro 2016 / 10:19

      É a primeira vez que vou experimentar uma sugestão sua, mas creio que vai resultar pois na simplicidade é que está a qualidade. obrigado por partilhar connosco as suas experiências!

      • 25 Janeiro 2016 / 23:13

        Muito obrigada pelo comentário Lucinda!
        Se experimentar a receita não se esqueça de dizer se gostou ou não. 😉

    • 14 Janeiro 2016 / 11:59

      Aqui tudo é coerente, pensado, delicioso e bonito. Aliar o conhecimento à criatividade e ainda potenciar a adaptabilidade dessas ideias à vida, contexto e gostos de cada leitor não é fácil mas a Márcia fa-lo na perfeição.
      Venho cá pelos mais variados motivos – receitas, conhecer ingredientes ou esclarecer dúvidas – e partilho sempre!
      Parabéns!!!

    • Cláudia Vasconcelos
      14 Janeiro 2016 / 12:00

      Márcia… o teu blog é dos que mais gosto. Não é presunçoso, tens receitas genuínas e com teor saudável. Nota-se que o fazes com calma e sabedoria sobre o assunto. Fotografias bonitas! Não precisas mudar nada! Inclusive já redireccionei o teu blog a amigos que necessitam de comer mais saudavelmente, ou por alguma razão precisam de uma “dieta” motivada por um problema de saúde.
      Experimentei uma receita tua e desde esse dia já a fiz 4 vezes… sim 4!

      Esta aqui http:
      //compassionatecuisineblog.com/2014/09/22/para-gulosos-e-sem-culpas/

      Podes espreitar a minha e verificar se faz jus à que tu fizeste:
      http://dbiscoito.blogspot.pt/2015/03/dia-do-pai-guloso.html

      Tudo isto para te dizer que desejo que 2016 seja para ti tão inspirador e saudável como foi 2015. Fico aguardando 🙂
      Um beijinho
      Cláudia

      • 25 Janeiro 2016 / 23:25

        4x? Que bom! Por acaso também gosto muito dessa receita! Já vi a tua página quando partilhaste a receita, e gostei muito! As fotografias ficaram óptimas! 😀

        Obrigada pelo teu comentário Cláudia, adorei saber que consideras as minhas receitas genuínas, porque é um aspecto que valorizo muito…
        Beijinho!

    • 20 Janeiro 2016 / 17:26

      Parabéns pelo blogue, delicioso!

    • 23 Janeiro 2016 / 5:21

      Hmmmm deu até vontade de comer, estão de parabéns ótimo blog.

    • Rita
      26 Janeiro 2016 / 11:15

      O Compassionate Cuisine é o blog que utilizo mais vezes e com mais confiança. As receitas são óptimas para o dia a dia e ao mesmo tempo são deliciosas ao ponto de ter algumas preferidas para servir em jantares com família e amigos e ser sempre um sucesso, ou algumas que se tornaram simplesmente a minha comfort food (as almôndegas de lentilhas com molho de côco… ai, as almôndegas!).
      O facto de juntar à receita os valores nutricionais faz-me sentir mais segura, tenho frequentemente medo de não estar a fazer refeições completas ou equilibradas o suficiente. É uma grande ajuda.
      Resta-me agradecer pelas receitas muito cuidadas e a simpatia da Márcia.

      • 26 Janeiro 2016 / 11:45

        Muito obrigada pelo comentário Rita! 🙂
        Fico mesmo contente por saber que estás a gostar das receitas, e que estas te estão a ser úteis…
        Beijinho!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Outras Receitas que merecem destaque